5 razões para inovar no setor têxtil | Polibras Software
5 razões para inovar no setor têxtil

5 razões para inovar no setor têxtil

Mesmo estando em um cenário desafiador da indústria brasileira, a inovação no setor têxtil tem garantido seu lugar no sucesso econômico. Grande parte das constantes novidades partem de uma dupla dinâmica: tecnologia e sustentabilidade.

Essa dupla dinâmica se combina de modo a trazer funcionalidade para cada parte do vestuário. Afinal, a motivação por trás de peças produzidas nesse setor variam de proteção contra o clima até o tipo de status social.

E para fazer isso, é necessário constantemente inovar. Prossiga com a leitura do artigo e entenda mais a necessidade de inovação no setor têxtil!

Inovação no setor têxtil e a presença da tecnologia

Em 2017, o setor têxtil fechou o ano em alta, tendo por trás um investimento de até R$ 1,9 milhão e faturamento na casa dos bilhões. Em 2018, o mercado também se encontrou numa maré positiva.

E qual foi o termo-chave para isso? Inovação. A presença da tecnologia no setor têxtil tem garantido um acréscimo de funcionalidade às peças. Por exemplo, o uso de grafeno, material ultraleve, resistente e condutível para produzir o tecido.

Ou então a aplicação de nanotecnologias para criação de um vestuário capaz de proteger contra os efeitos negativos da luz solar ou de odores ruins.

A inovação no setor têxtil parte da tecnologia trazer maior funcionalidade às peças, tornando-as algo mais útil. Esse desejo de inovar vem da necessidade de desviar das dificuldades do mercado.

A melhor parte disso? Conta com o conceito de sustentabilidade no uso da matéria-prima e de produtos químicos. No entanto, há ainda mais motivos para inovar. 5 razões, para ser mais específico

1 – Inovação para todo um mercado

Antes de tudo, trata-se de uma contribuição coletiva, pois a inovação no setor têxtil costuma movimentar todo o mercado de forma lucrativa. Melhor, dá todo um gás para outras inovações ocorrerem, de forma a criar competição por público entre empresas.

E a inovação ocorre muito no uso de matérias-primas inovadoras e processo de produção, principalmente finalização. Nessa parte, pode ser citada a constante evolução do maquinário como ponto-chave disso.

Por exemplo, há a estamparia digital, fruto do uso de máquinas de alta precisão. Além disso, há também uso em maior número de fibras artificiais e sintéticas, que contam com um conceito sustentável para a natureza e indústria.

E isso logo despertou a necessidade de criação de novas fibras (afinal, isso alimenta a competitividade).

2 – Sucesso comercial para a empresa

Apesar de beneficiar o coletivo, é o individual que acaba lucrando com a inovação no setor têxtil. Não só isso, inovar é parte essencial para desenvolvimento de produtos, de forma a atender um mercado cada vez mais exigente.

O desejo de um público mais informado quanto aos produtos (e o impacto deles no mundo) promove a melhora da matéria-prima. Isso acaba produzindo uma necessidade constante de qualidade e modernidade, aliados a um preço justo.

E quando esses aspectos são garantidos, acaba resultando em lucro para a empresa, assim como autoridade no mercado. Sua marca cresce quando é cercada de evolução!

3 – Produtividade aumenta

Inovação não costuma ser um termo distante de eficiência – e não seria diferente no setor têxtil. Aumento de produtividade é efeito natural da promoção de práticas inovadoras, como o acréscimo de velocidade na fiação.

Ou até mesmo quando o método inovador acaba eliminando algumas etapas do processo tradicional.

4 – Automatiza os processos

Um complemento à razão anterior – e que envolve de forma ativa a eliminação de algumas etapas do processo tradicional. O negócio pode assumir maior agilidade através da automação por um sistema de Força de Vendas!

Há várias opções no mercado que se voltam para aprimoramento do desempenho – e contar com uma melhora significativamente à gestão das vendas. Não só envolve entrada e saída de informações (os pedidos e produtos), como também melhor administra os clientes.

5 – Afasta a defasagem tecnológica do mercado

Constante inovação acaba trazendo renovação para o mercado, pois a regra dele é absoluta: se você não segue a tendência, sua lucratividade acaba gerando prejuízo.

E um dos pilares da inovação é o equipamento para produção. É costumeiro que empresas inovadoras acabam promovendo a renovação de suas ferramentas, mas uma parte ainda conta com algumas com décadas de funcionamento.

A competitividade promovida pelo mercado acaba deixando essas empresas para trás – e nenhuma quer isso. Dessa forma, a inovação no setor têxtil acaba promovendo a renovação do maquinário, o que inevitavelmente traz a revitalização da produção.

A gestão da inovação promove mudanças na forma como as atividades são conduzidas. Toda a empresa sai ganhando com essas mudanças, tornando-se mais forte, integrada e competitiva.